Minha lista de blogs

quinta-feira, 14 de junho de 2012



SOU FRACA

O dia frio
Escuro
Chumbo
Cenho fechado
Olha-me feio
Como se
Fosse
Eu
Culpada
Pelas
Mazelas
Do mundo

(Calma
Baby:
Não tenho
Tanto
Poder

Aliás
Nenhum

Caso contrário
Teria

Dependurado
Lá no alto
Um esplêndido
Sol)

36 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Pois amiga Zelia, quantas vezes nos preocupamos, ou melhor, nos aborrecemos porque o clima não está como gostaríamos que estivesse, e nem nos damos conta de que estamos gastando energia desnecessariamente, pois não temos nenhum poder sobre as coisas do universo.
Um abração. Tenhas um lindo dia.

Bípede Falante disse...

Até me iluminei :)

Lara Amaral disse...

Sua poesia já é solar, Zelinha!

Beijo.

Toninhobira disse...

Faça sol ou faça chuva, que seja outono com suas gracinhas,bom mesmo é ler suas inspirações nesta construção impar e bela.
Deixe o sol de suas palavras lá em cima.
Um abração amiga.

Adriana Aleixo disse...

Nesses dias nós somos o sol.

Bjooo

Assis Freitas disse...

fiat lux ou sol


abraço

Paulo Jorge Dumaresq disse...

Fraca nada, amiga. Cê é poderosa com seus versos iluminados de poesia. Ótimo sentir seu sol no rosto. Abreijos, querida.

Rayuela disse...

el sol está en tus versos, Zélia!


abrazos*

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Mando-lhe o Sol, da minha terra,
para iluminar os seus dias...
No entanto, o " o dia frio,escuro",
rendeu uma bela poesia...
Parece, que a cor do dia, não apaga
a criação, apesar das "mazelas do mundo"!

Um iluminado domingo, Zélia
Beijinhos,
da Lúcia

Zélia Guardiano disse...

Rayuela, minha querida! Sentia tanta saudade de ti!
Tenho andado um tanto afastada daqui, por culpa do blogger...
Parece que agora ele está de bem comigo...rs...
Grata, muito grata, amiga, pela visita e pelas palavras carinhosas...
Mil beijos da
Zélia

Zélia Guardiano disse...

Paulo Jorge, meu queridíssimo amigo
Você, sempre você, a me estimular...
Grata, muito grata!
Sempre que posto algum verso aqui, penso já em você: importa-me, sempre, seu parecer...
Enorme abraço recheado de carinho

Zélia Guardiano disse...

Sol, Assis querido... Sol!!!
Este sol que você me deixa sempre...
Abraço apertado, amigo, grande poeta!

Zélia Guardiano disse...

Verdade, querida Adriana! O jeito é fazer as vezes de sol... É o que nos resta, amiga...rs...
Grande beijo

Zélia Guardiano disse...

Toninhobira, meu querido amigo, grande poeta
Sua presença e seus comentários sempre me enchem a alma de alegria!
É prazer enorme recebê-lo aqui!
O que tem me entristecido é o fato de não ter podido retribuir-lhe com comentários nas visitas que lhe faço. O blogger me atrapalha, me complica e o que digito não entra na sua página. Infelizmente...Mas leio tudo que você posta e encanto-me sempre!!!
Grande abraço da
Zélia

Zélia Guardiano disse...

Oh, Larinha, minha querida amiga, poeta maior!!!
Quão feliz eu fico com sua visita, com seu comentário!
Grata, minha linda!
Beijos carinhosos

Zélia Guardiano disse...

Obrigada, muito obrigada, minha querida Lelena!!! Você, sim, me ilumina... Mil beijos preenchidos de admiração

Zélia Guardiano disse...

Isso mesmo, Dilmar! Nenhuma força temos sobre as coisas do universo. Aliás, é bom que seja assim... Já pensou se cada um de nós tivesse permissão para interferir? Não seria o caos? rsrsrs...
Grata, meu querido amigo, pela visita!!! Abraço bem forte!!!

Diana L. Ramos disse...

Zélia,

Você não tem nada de fraca, é bem capaz de iluminar nossas vidas com sua poesia e fazer o sol ficar com ciúme.
Beijo repleto de saudade e carinho

Fred Caju disse...

O sol sempre vence.

pensandoemfamilia disse...

Está fora do nosso controle, só nos reta aceitar o dia como ele nos chega.
bjs

pensandoemfamilia disse...

Está fora do nosso controle, só nos reta aceitar o dia como ele nos chega.
bjs

Toninhobira disse...

Oi amiga desejo que esteja bem de saude e com paz no coração.
Meu carinhoso abraço.
Bom domingo para uma bela semana.

Tania regina Contreiras disse...

Por que chora o dia ou por que me sorri...às vezes é assim, parece que se dirige a nós. Mas o poder de levantar o sol, isso teus versos tem, Zélia.

beijos,

Dalva M. Ferreira disse...

Questão de olhar o cinza e declarar que grey is beautiful! Abraço.

Adriana Riess Karnal disse...

zelia, tempos nao venho aqui, lindo poema, escreva mais, guria

Caroline Godtbil disse...

Tua poesia é um "dizer a vida" e o fazes com a sensibilidade e beleza de uma exímia artesã de palavras.
Estou encantada.
Beijo.
Sigo contigo.

Angelo Augusto Paula disse...

Tantos sóis queremos pendurar. Quem dera fossem tantos os varais para pendurar a dor a secar.

Zélia Guardiano disse...

Diana, minha querida, minha especial amiga... Tenho tido dificuldades com o blogger, razão pela qual também estava muito saudosa. Agora parece que a coisa volta a andar...Veremos...rs... Mas você me deixa muito feliz com a presença e com as palavras! Mil beijos ensolarados

Zélia Guardiano disse...

Tens razão, amigo Fred! O sol é sempre vencedor! Ou não seria o astro-rei... Abraço apertado, amigo!

Zélia Guardiano disse...

Isso mesmo, Norma querida: aceitar o dia como ele chega... De que valem os protestos? Abraço, querida!

Zélia Guardiano disse...

Vim tão tardiamente, Toninho, mas vim, amigo... Culpa do blogger ou do meu despreparo para as coisas tecnológicas... rs... Grata,querido! Abraço bem apertado!!!

Zélia Guardiano disse...

Obrigada Tania Regina, minha querida amiga! Suas palavras são sempre eficiente bálsamo!!! Beijos carinhosos

Zélia Guardiano disse...

Perfeita solução, querida Dalva! Mais-que-perfeita!!!
Grata, amiga!
Beijos

Zélia Guardiano disse...

Tenho escrito muito, muito, Adriana querida! Ando colocando os versos no facebook, já que o blogger não me dá sossego...Para cada vez que consigo entrar aqui, outras dez, desisto... Infelizmente! mas agora deu certo e aqui esou para agradecer-lhe! Beijos, amiga!!!

Zélia Guardiano disse...


Muito, muito, muito obrigada, Caroline!Fico feliz demais! Mil beijos, querida!!!

Zélia Guardiano disse...

São muitos os varais dos quais necessitamos, não, Angelo Augusto? Procuremos por eles...
Fico-lhe muito grata pela visita e pelas palavras aqui deixadas... Abraço apertado