Minha lista de blogs

terça-feira, 13 de março de 2012

INVASÃO



Não posso negar:
Costumam
Passar-me
Pela cabeça
Pensamentos
Deletérios

Alguns
Até
Se fixam
No espaço
Anteriormente
Reservado
Para
O otimismo

Ignorando
A tabuleta
De aviso
Chegam
Tomam assento
Espreguiçam
Esticam
As pernas
Apoiam os pés
Sobre
A banqueta
Pedem
Uma água
Um café
Um chá
Um suco

Pernoitam
Em sono
Profundo
Enquanto
Sequer
Conto
Carneiros
( Por não tê-los )

Chorosa
Padeço
No deserto
E eles
Prosperam
Em terra
Montanhosa

32 comentários:

Ives disse...

Olá Srta, somos invadidos e sempre podemos superar com otimismo, aquilo que assusta, linda poesia! abraços

Lara Amaral disse...

Há pensamentos que tomam o espaço que nem nossa maior alegria alcança. Eles ficam lá nas estrelas, e nós a admirá-los, como se eles nos fizessem algum favor.

Muito bom, querida Zélia!

Beijo.

Celso Mendes disse...

como é difícil lutar contra essas invasões...

sua poesia tem o sentimento humano ao qual qualquer leitor pode se identificar ou com ele interagir. gosto demais, Zélia!

beijo, amiga.

rosa-branca disse...

Há noites assim...a alma voa...o sentir desnorteia e até as vacas ganham asas. Nunca lhe aconteceu olhar fixamente uma estrela e ela lhe parece tão perto...mas tão perto...Gostei do poema. Beijos com carinho

Toninhobira disse...

E a gente não tem mesmo carneirinhos para contar,quando estes tantos pensamentos vem nos visitar,invadir nossa noite.Mas aqui uma bela construção com sua marca,que sempre nos encanta Zelia.
Carinhoso abraço amiga.
Bela semana de paz e poesia sempre.

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Zelia!

Fazem lembrar aqueles maus inquilinos: que se instalam sem pagar a renda, e ainda por cima tratam sem cerimónia o senhorio.

E só mesmo dando-lhe ordem de despejo, enxotá-los para longe, já que não merecem outra coisa.

Linda metáfora, como sempre.

Um abraço, minha boa amiga; boa semana.
Vitor

Ana Cecilia Romeu disse...

Zélia, querida!
Ah! Esses pensamentos deletérios, que quando menos esperamos, estão a tomar chá conosco e mesmo o cafezinho e ainda pedem o acompanhamento de nossos biscoitos preferidos!
Lindo, lindo teu poema!

Estive em férias, por isso não vinha aqui, e agora que voltei, não estava encontrando tempo para vir! rsrs Coisas da vida! Mas agora vim e foi maravilhoso!

Grande beijo e ótimos dias!

A VIDA É UM ETERNO APRENDIZADO disse...

Bom dia Zélia!

Muitas vezes coisas estranhas invadem nossa mente,simplesmente se apoderam das nossas vontades.
Grande abraço
se cuida

Rayuela disse...

malos pensamientos...entonces...
pensemos
poesía


besos,zélia*

Ana Martins disse...

Zélia, boa noite!
E tantas vezes, eles, os pensamentos deletérios, prosperam!

Gostei muito!

Beijinho,
Ana Martins

Daniela Delias disse...

Que jeito mais lindo de dizer o que faz um pensamento...

Beijos, Zelinha!

IVANCEZAR disse...

Como as ondas do mar - assim os pensamentos se movem - ora com a calma das águas mornas da praia mansa, ora com a força indomável das ondas de surf ....

Fred Caju disse...

Minha sugestão é contar camelos, pois.

Paulo Jorge Dumaresq disse...

Zélia, como bom geminiano, convivo sempre com pensamentos antagônicos sobre um mesmo tema. Esforços faço para extirpar os deletérios, mas nem sempre consigo. É uma briga de titãs. Seu poema me fez pensar a respeito dessa dualidade geminiana. Poema supimpa. Bjs, querida amiga.

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Esses invasores, muitas vezes, são deliciosas companhias...
Todos temos, uma "Casa da mãe Joana"!

Gostei!
Uma braço.

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Zelia!

Como por aqui hoje é dia dedicado à poesia, venho com muito gosto dar-te os meus parabéns.

Com um abraço, boa amiga.
Vitor

Zélia Guardiano disse...

É... Temos de fazer o possível, amigo Ives... Mas não é fácil, não...rsrs...
Fico feliz com o fato de você ter gostado!
Abraço bem forte!

Zélia Guardiano disse...

Excelente essa imagem que você construiu, Larinha... Nós ficamos rendidos a esses pensamentos desagradáveis, a ponto de ficarem, eles, cheios de si!
Grata, minha linda!
Abraço

Zélia Guardiano disse...

Que bom, Celso! Que bom! Fico muito feliz com seu comentário.
Grata, meu amigo, grande poeta!
Abraço apertado, preenchido de admiração

Zélia Guardiano disse...

Isso mesmo, rosa-branca!
Até as vacas criam asas...rs...
As estrelas chegam tão perto que podem até fazer as vezes de argueiros, dentro de nossos olhos...
Muito grata, querida, pela amável visita e pelo delicioso comentário!
Abraço e beijinhos carinhosos

Zélia Guardiano disse...

Amigo Toninhobira
Pensamentos noturnos, mal intencionados, acabam com a gente. São algozes! Torturadores! Para eles não há nenhum lenitivo... Af!
Fico sempre feliz quando você vem e
me deixa esses comentários tão interessantes!
Abraço apertado, amigo, grande poeta!

Zélia Guardiano disse...

Isso mesmo, amigo Vitor! São como os maus inquilinos, daqueles bem abusados!!!rs... Difícil demais , enxotá-los, mas a gente tenta... Que fazer?
Grata, meu bom amigo, pela visita que tanto bem me faz!!!
Abraço bem forte!

Zélia Guardiano disse...

Que bom, Ana Cecília!
Que bom que estás de volta!
Fico feliz por saber que o motivo da ausência foi agradável: férias!
Vem sempre, que tens aqui tua segunda casa!
Grata, minha querida!
Beijinhos carinhosos...

Zélia Guardiano disse...

A VIDA É UM ETERNO APRENDIZADO, minha querida...
É realmente como você diz: pensamentos chegam e tomam conta de nós... Abusam da nossa paciência. Deixam olheiras. Escuras. Feias.Tristes.
Grata, minha linda, pela visita!
Abraço carinhoso

Zélia Guardiano disse...

A poesia é a nossa salvação, Rayuela querida! Ah, amiga, se não fosse ela... Que seria de nós?
Abraço saudoso, minha linda amiga!
Mil besos...

Zélia Guardiano disse...

Prosperam mesmo, Ana!
Como prosperam!!!
Grata pela agradável visita, minha linda!
Abraço carinhoso

Zélia Guardiano disse...

Daniela querida
Os pensamentos ficam caraminholando na cabeça e não sossegam, enquanto não são transformados, por desaforo, em versos...rsrs...
Grata, amiga, pela amável visita!
Beijinhos carinhosos

Zélia Guardiano disse...

Perfeita comparação, amigo Ivancezar! Mais do que perfeita, até... Ondas dos mar, algumas vezes mansas, via de regra, tormentosas...
Grata, amigo, pela visita!
Abraço paertado

Zélia Guardiano disse...

Boa, Fred, boa!!! Por que não pensei nisso? rsrsrsrsrs...
Grata amigo, pela visita e pela sábia sugestão...rsrs...
Abraço apertado!!!

Zélia Guardiano disse...

Paulo Jorge, meu amigo

Sempre sou assaltada , também eu, por pensamentos conflitantes. Ainda me surpreendo, muitas vezes, sendo tiranizada por reflexões difíceis, por idéias sem muita consistência, mas que, mesmo assim, permanecemm por longo, longo tempo, a martelar a minha cabeça...
Sou sagitariana... Será que todos deste signo são assim?
Bem, vamos em frente...rs...
Grata, querido, pela visita!
Abraço bem forte!

Zélia Guardiano disse...

Oh, Lucia...
Gostei dessa outra visão que você me apresenta...rs...
Boa, amiga!!!
Boa!!!
Grata pela visita!
Abraço e beinjinhos
carinhosos

Zélia Guardiano disse...

Com atraso, mas com o coração em festa, deixo-lhe meu agradecimento pelo carinho, meu especial amigo Vitor!
Grata pela lembrança!
Abraço bem forte!