Minha lista de blogs

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Blecaute


Dentro
De mim
Apagou-se
Toda luz

Nenhum
Spot
Lustre
Abajur
Candeeiro
Ou
Candelabro

Nenhuma
Lamparina
Lanterna
Luminária
Ou
Arandela

Só treva

Quisera
Ao menos
O fulgor
De uma vela

[ E
( Por que não? )
Uma caixa
De incensos
E
Um mensageiro
Dos ventos ]

34 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida

Como sempre um poema lindo...uma melodia...um hino à poesia.Adorei.

Beijinho com carinho
Sonhadora

Beth/Lilás disse...

Lindas poesia e imagem!
bjs cariocas

Toninhobira disse...

E tem dia que a gente se sente assim mesmo.Quero luz,muita luz, que venha em forma de candeeiro, mas que seja irradiante e faça brilhar o que em mim me parece breu.Linda inspiração Zelia, com sua construção magnifica sempre.Aplausos sempre.Meu terno abraço de paz e luz.

Chica disse...

Linda inspiração e o bom é que a LUZ volta sempre...beijos,chica

Valéria Sorohan disse...

Blecaute: a noite tem o seu layout!

BeijooO*

pensandoemfamilia disse...

Bela e triste inspiração. bjs,
E deixemos a nossa luz interna brilhar.

Tania regina Contreiras disse...

Zélia, querida, é quando todas as luzes se apagam que podemos, então, muitas vezes, perceber a nossa própria luz interior. E você brilha sempre!
Beijos,

Marli Boldori disse...

Zélia,fiquei feliz,muito feliz com sua presença em meu espaço e,faço questão que seja seu também.Suas palavras são incentivos para eu continuar escrevendo textos sobre tudo.Li muito aqui e és digna de parabenização,quisera eu ser poeta,para poder dizer tudo,mas sou uma pobre mortal que sofro para expressar o que quero.Sigo-te.Um grande abraço!

R.B.Côvo disse...

Não se apagou a luz da poesia. Um abraço.

Lara Amaral disse...

Sua luz nos guia até aqui, não se apaga nunca, poetisa!

Beijo.

CARLA STOPA disse...

Que venham todas as luzes...

Misturação - Ana Karla disse...

Está lindo seu poema.
Todos precisam de luz para iluminar a vida e seguir adiante.
E essa luz que tem aqui é mesmo maravilhosa nesse poema.
Xeros

Ingrid disse...

tuas palavras são o mensageiro dos ventos..
e a luz que a poesia nos ilumina..
beijso querida Zélia..
tem selinho para ti lá no blog..

Dilmar Gomes disse...

Cara amiga Zélia, a primeira coisa que me veio a lembrança ao ler o seu poema foi a primeira parte da música de Raul de Seixas (Profecias). O seu poema é tão bom quanto a letra daquela música. Poema triste, porém, excelente.
Colei aqui a letra que me referi.
Um grande abraço.


As Profecias
Raul Seixas
Composição: Raul Seixas / Paulo Coelho

Tem dias que a gente se sente
Um pouco, talvez, menos gente
Um dia daqueles sem graça
De chuva cair na vidraça
Um dia qualquer sem pensar
Sentindo o futuro no ar
O ar, carregado sutil
Um dia de maio ou abril
Sem qualquer amigo do lado
Sozinho em silêncio calado
Com uma pergunta na alma
Por que nessa tarde tão calma
O tempo parece parado?

manuel marques disse...

" A luz é especialmente apreciada após a escuridão."

Beijo.

Sandra disse...

Zélia, sua presença iluminou meu espaço, logo nem toda a luz se apagou em si. Há uma bem fulgurante: a da sensibilidade.

Mirze Souza disse...

Zélia!

Você é Luz que ilumina nossa escuridão. Lindo poema!

Beijos

Mirze

A. Reiffer disse...

Excelente, tanto em forma com em conteúdo. E talvez o poema que acabo de publicar tenha algo a ver com o teu. Abraços!

Fatima disse...

Ouça" as estrelas...
O universo está aí...
bem dentro de você!!!
Cada astro, cada estrela,
cada lua, cada sol... tem o seu lugar

Bjs.

Jorge Pimenta disse...

toda a luz se optimiza no escuro.
beijos solares, querida amiga!

Glorinha L de Lion disse...

Duvido! vc minha amiga, transforma qq micro luzinha num clarão com suas palavras! Pode estar certa disso. Me "alumeia" aqui, Zélia! Beijos e luz!

Vieira Calado disse...

Olá, amiga!

Depois duma forçada ausência

aqui estou de novo a visitar os amigos!

beijinhos

Ana Martins disse...

Boa noite Zélia,
que não lhe falte nunca o fulgor da inspiração.
Lindo!

Beijinho,
Ana Martins

Em@ disse...

Querida Zélia,
só no escuro valorizamos a luz.
e amanhã é outro dia...
carpe diem.
beijo

André disse...

Minha querida Zélia,

mesmo em tal blecaute, o teu talento brilha de todas as luzes que tem. Um texto pleno de imagens evocativas e que nos leva à reflexão.

Até senti as doces fragrâncias desses incensos, e penso ter visto passar esse mensageiro pelo ar....

Magistral, minha amiga, parabéns! um bom dia prá ti, meu abraço e meu carinho.

André

Diana L. Ramos disse...

Minha linda amiga!
Só mesmo poeticamente voce consegue este blecaute, porque no mais, é toda luz.
Beijos amorosos e claros

R.B.Côvo disse...

Quando puder e se quiser passe no meu blog: tem lá dois selos pra você. Espero que goste. Um abraço.

ValeriaC disse...

Que coisa mais linda... o desejo pela luz e perfume em si...amei...
Beijos e doce tarde...
Valéria

Rayuela disse...

desde aquí te mando una
caja
de inciensos
*


mil besos,Zélia*

carlos pereira disse...

Minha cara amiga, Poetisa Zélia;
Que se apaguem todas as luzes, menos a da sabedoria e a que ilumina o caminho da felicidade.
LINDO, este seu poema.
Gostei bastante.
Um beijo.

Rodrigo Braga disse...

Querida amiga, nos presenteia mais uma vez com um poema majestoso e cheio de nuances de brilho.

Parabéns!

Valquiria = selos e mimos,valvesta e hanukká. disse...

.
Aguarde enquanto carrega,todo meu carinho por vc...
CARREGANDO...
10%
█▒▒▒▒▒▒▒▒▒

20%
██▒▒▒▒▒▒▒▒

30%
███▒▒▒▒▒▒▒

40%
████▒▒▒▒▒▒

50%
█████▒▒▒▒▒

60%
██████▒▒▒▒

70%
███████▒▒▒

80%
████████▒▒

90%
█████████▒

100%
██████████

CARREGADO COM SUCESSO...

Passo rapidinho pra deixar o carinho, bom resto de semana. Beijos.

Elcio Tuiribepi disse...

Oi Zélia, obrigado pela presença lá no Verseiro
Tm alguma coisa errada aqui...rs...existe muita luz dentro de ti, basta ler o poema, basta ler e ver seu blog...
Gostei dos motivos do lado esquerdo...que as palavras e os sentimentos te continuem
Um ótimo fim de semana...
Um abraço na alma
Beijo

Justine disse...

Entretanto tenho a certeza que a poesia tornou a iluminar os teus dias! Mas se as trevas se instalarem de novo, posso oferecer-te alguns pirilampos do meu jardim - têm uma luz mágica:)))
Abraço