Minha lista de blogs

sábado, 7 de janeiro de 2012

REVELAÇÃO


Bem
No fim
Do caminho
Uma porta
Corrediça
Incansável
No
Abre-e-fecha
Para
Toda sorte
De segredo

Orientação:
Acione
O botão
Para destravar

Sigo
Devagar:
Medo
Que
O mistério
Se revele
Inteiramente
E me trague
Tal qual
Areia
Movediça

Ao ouvir
O clic
Tento recuar
Mas
Já se ergueu
A ponte
Levadiça:
Não dá mais
Para voltar

Ai

11 comentários:

✿ chica disse...

Agora só resta ir adiante, sem temer!LINDO! beijos,chica e ótimo fds!

Assis Freitas disse...

quem sabe num impulso súbito do salto se faça a elevação,



abraço

Zélia Guardiano disse...

Realmente, Chica! Não há outra saída...Ai...rsrsrs
Grata, minha linda, pela adorável visita!!!
Beijos carinhosos, querida

Zélia Guardiano disse...

Isso mesmo, Assis... A elevação...
Grata pela visita, meu querido amigo, grande poeta!!!
Abraço bem grande

Luciana Marinho disse...

parafraseando clarice...

"a vida não é de se voltar
porque em plena ida se morre"

:)

lindo arranjo de sentidos e sentimentos.

beijos, zélia!

Toninhobira disse...

Tem momentos nesta vida,que prosseguir é a ordem.Bela construção Zelia nesta sua bela arte.Que a paz inunde seu coração em mais este ano de sintonia e poesia.
Meu carinhoso abraço.
Bju no seu coração.
Feliz por voltar e estar aqui.

Jorge Pimenta disse...

pontes levadiças: tanto do mundo entre a mão e o olhar... que os pés não tremam, pois o caminho far-se-á direito. é esta a sina dos que ousam.
beijinho, querida zelita!

Zélia Guardiano disse...

Belíssimo presente, este comentário que me deixaste, querida Luciana!
Muito grata, amiga!
Beijinhos carinhosos

Zélia Guardiano disse...

Oh, Toninhobira, meu querido amigo, poeta inspiradíssimo...
Fico muito feliz com nosso reencontro aqui!
E também espero ardentemente que estejamos juntos por todo o ano de 2012! E por muitos e muitos anos...
Abraço apertado !

Zélia Guardiano disse...

Jorge, Jorge, meu querido amigo...
Quantas pontes levadiças , por esses caminhos...
Ai...
Grata, muito grata pela visita!
Desejo ardentemente que, em 2012, estejamos sempre juntos!
Abraço apertado e beijinhos

Úrsula Avner disse...

Olá querida amiga, sempre poema de qualidade... Prazer em reler você. Bj.