Minha lista de blogs

sábado, 28 de janeiro de 2012

SENDA


Tortuosa
Complexa
Tem sido
A senda

Meândrica
Induz-me
A pensar
Em
Sinuosidade
Cármica

Anárquica
Confunde-me
A rota

Caótica
Rompe
E reata
Aleatoriamente
A linha
Do tempo
A corrente
Atávica

A carótida
Pulsa:
Velocidade
Supersônica

Onde
A lógica?

43 comentários:

cirandeira disse...

A senda aparentemente anárquica,
caótica, sempre haverá de ter um
sentido que para nós pode estar
invisível ou oculto, mas tem sua
própria lógica, acho...:)

Gostei de teu espaço: nos instiga
e nos faz refletir.

um beijo e bom final de semana

Zélia Guardiano disse...

Oh, Cirandeira, minha querida...
Que bom recebê-la aqui!
Fico muito, muito gratificada...
Grata, amiga!
Beijos carinhosos

manuel marques disse...

Adorei.

"A lógica é uma batata"

Beijo.

Tania regina Contreiras disse...

Zelinha, querida, penso que a lógica está sempre no CAMINHAR. Sejam quais forem os caminhos. E te ler também é vereda, é estrada, é trilha.

Beijos,

Paulo Jorge Dumaresq disse...

Há lógica na lógica, prezada Zélia? Penso que a lógica, assim como a verdade, é subjetiva. Ou seria subversiva? Também pode ser. Querida, poema "da hora", como diz a rapaziada. Momento de grande inspiração. Ou seria transpiração? Tudo é tão subjetivo. Bjs, amiga.

Cissa Romeu disse...

Zélia, tudo bem?
... a lógica, garota esperta, que coloca razão em tudo, quando nem cabeça temos!

Beijinhos e ótimo domingo!

Estive dando uma lidinha nos anteriores, tanta sensibilidade, Zélia...

Assis Freitas disse...

os grandes paradoxos da existência, a lógica é filosofar,


abraço

Paulo Vitor Cruz disse...

curti demais da conta

abs.

Zélia Guardiano disse...

Boa, Manuel!
Boa!
A lógica é uma batata!
Daqui pra frente, a definição é esta.
E pronto...
Abraço bem apertado, querido amigo!

Zélia Guardiano disse...

Oh, Taninha, minha querida!
Você me promove tanto com seu comentário! Nem imagina! Mola propulsora para a minha caminhada na senda do verso...
Grata, minha linda!
Beijos preenchidos de carinho

Zélia Guardiano disse...

Isso mesmo, meu querido Paulo Jorge: tudo demasiadamente subjetivo! Nada é palpável, e com o passar do tempo vai se tornando mais fluído ainda... Sei não...rs...
Grata pela visita, sempre importantíssima para mim! Você me ecrescenta muito, amigo!
Abraço bem apertado!!!

Zélia Guardiano disse...

Que bom que você veio, Cissa! Fico feliz! E mais feliz ainda com o fato de você ter passeado um pouco por aqui...rs...
Vem sempre, minha linda!
A casa é sua!!!
Beijos carinhosos

Zélia Guardiano disse...

Falou bem, Assis, falou bem! Filosofemos... A filosofia ainda é a saída, ainda que pela contramão.
Abração, amigo, grande poeta!

Zélia Guardiano disse...

Que bom, Paulo Vitor!
Fico feliz! Venha sempre, que cada visita sua me alegra sobremaneira...
Abração, querido!

Sonhadora disse...

Minha querida

Por vezes os caminhos estão forrados a pedra...como sempre adorei.

Deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

✿ chica disse...

Por vezes a lógica se perde...LINDO! beijos praianos,chica

olhodopombo disse...

simplesmente
sem logica....
apenas
seguindo.
respondi seu comentario
la no blog olhodopombo

Adriana Aleixo disse...

Bravo, nobre poetisa! Mulher de infinitos adjetivos...Beijinho!

pensandoemfamilia disse...

En cada ser uma lógica.
bjs
Boa semmana

Joelma B. disse...

vida de poeta é percorrer as sendas da voz...

Beijinho carinhoso,Zélia!

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Da Cadeirinha de Arruar, d'onde narro a senda percorrida, de vida vivida,pelos meus meus e por mim, com um simples toque, aqui vim, encontrando literatura pura, e "gostosa",de se absorver...

Vou, mas volto, Zélia (que é nome de minha irmã mais velha).

Um abraço,
da Lúcia

Luciana Marinho disse...

o caminho estreito se abre quando lemos tua poesia.

abraço zélia.

Luciana Marinho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Toninhobira disse...

Mas... é logico que a construção passou pela logica da sua beleza de inspiração/construção.Meu abraço amiga.Bom te ver/ler.

Misturação - Ana Karla disse...

Apreciando com carinho Zélia.
Xeros

Zélia Guardiano disse...

Obrigada, Sonhadora, minha querida!
Receber sua visita é sempre uma honra enorme!!!
Abraço bem forte e beijinhos carinhosos

Zélia Guardiano disse...

Grata, chica, amiga querida!!!
Você aqui é sempre festa!!!
Vem sempre...
Beijos preenchidos de amizade

Zélia Guardiano disse...

Fatima querida
Só agora pude entrar aqui...
Vou correndo ao olhodopombo!
Beijos, amiga!

Zélia Guardiano disse...

Obrigada, Adriana!!!
Muito obrigada, amiga!
Você me estimula sempre e isso me faz feliz!!!
Beijos, querida

Zélia Guardiano disse...

Norma!!!
Você veio, amiga...
Que bom! Muito bom!
Abraço carinhoso, querida

Zélia Guardiano disse...

Oh, Joelma, querida amiga...
É imensa minha alegria, ao recebê-la!
Fico-lhe muito grata!
Beijinhos repletos de admiração e amizade...

Zélia Guardiano disse...

Oh, Lúcia, que bom que encontraste o caminho desta minha modesta casa!
Fico imensamente feliz com a visita e com a promessa de outras vindas...
Grata, minha linda!
Abraço apertado para você e para sua irmã que tem o mesmo nome que eu...

Zélia Guardiano disse...

Muito, muito , muito grata pelas tuas amáveis palavras, minha querida Luciana, amiga, incentivadora...
Abraço bem forte!!!

Zélia Guardiano disse...

Toninhobira!
Toninhobira...
Que bom encontrar, aqui, sinal de sua visita!
É uma alegria enorme ler o seu comentário, que me põe para frente, para cima...
Grata, amigo querido, especial poeta!
Abraço cheio de amizade...

Jorge Pimenta disse...

porque vivo acreditando na capacidade de me deixar surpreender, sempre, há momentos em que vislumbro lógicas onde elas não existem...
beijinho, querida zélia!

Zélia Guardiano disse...

Entendo-o, meu querido Jorge!
Somos, muitas vezes, contraditórios em nosso âmago...
Afinal, pensando bem , o que significa a lógica?
Adorei a visita!
Abraço, amigo, grande poeta!!!

poetaeusou . . . disse...

*
e a senda emboca na vereda,
desaguando num caótico caminho,
a anarquia confundo a paisagem,
e eu, repensando,
digo-te, a lógica está em ti, amiga virtual !
,
cármicas conchinhas, deixo,
*

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Zelia amiga!

Seria certamente mais fácil se a vida fosse representada por um segmento de recta entre A e B, mas não é - muitas vezes com pena nossa ...

Estou de volta, com saudades da boa companhia que por aqui se encontra, que sabendo estar distante ainda assim se sente perto:Sentimento confortável, de que se não pode estar longe muito tempo.

Abraço amigo.
Vitor

Evanir disse...

Obrigado por Sua Amizade.
Não tenho nada que possa recompensar
ter uma amizade tão linda assim.
Sou grata por você acreditar em mim
quando tantos ainda tem outra ideia
achando que levo
meus recados iguais a todos os blogs
por deslealdade com minhas lindas amizades.
Deus sabe que é verdade minha impocibilidade em digitar
se mentir estarei renegando todos os principios
de Deus do qual acredito.
Na minha idade seria acima de tudo ridiculo.
Sou aguém que só preciso de seu carinho.
Um feliz e abençoado final de semana.
Beijos no coração (PAZ E LUZ)
Evanir..

Fred Caju disse...

Onde a lógica?
Onde há lógica?

Machado de Carlos disse...

Incrível, Indizível!

rsrs

Abraços

Cida disse...

Toc!...toc!...toc!...

Tem alguém em casa?

Tá sumida, Zélinha! Tudo bem com você, menina?

Não estou vendo lógica nenhuma nesse seu sumiço, viu?

:)

Beijinhos, e fique bem, fique com Deus.

Cid@

vitorchuvashortstories disse...

Olá, Zelia amiga!

Longa ausência, esta tua. Espero que tudo esteja bem contigo, e que em breve aqui encontre a tua poesia.

Um abraço amigo; fica bem.
Vitor