Minha lista de blogs

sábado, 18 de setembro de 2010

Anoiteceu


Derrubado
O poderio
Do sol
[Que se
Ausenta]
Reina
A lua
[Absoluta]
Isenta
De qualquer
Ponto
Obscuro:
Tudo é
Rebrilho

Aberto
O estojo
Azul-cerúleo
[De seda]
Vê-se
Ainda
Um ou outro
Laivo
De magenta

A despeito
Da cena
Lindamente
Seca
Enxuta
Um dilúvio
De
Tristeza
Inunda-me
E
Redunda
Em
Lágrimas
Que
Talvez
Ascendam
Ao céu
E façam
As vezes
De estrelas...

[Mais estrelas!]

63 comentários:

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Na hora da troca de centro, quando o céu se consome em explosões de cores infindas, Vi um ai.nós.tecer que sendo teu, fala farto a almas outras e em farta cor, sem furta cor alguma... :)

Lua Nova disse...

Teus versos tem tal delicadeza e verdade, que mesmo a pior tristeza, consola-se com a magia das tuas palavras.
Beijokas, minha querida.

Francisco de Sousa Vieira Filho disse...

Inveja boa de teu estilo e fluidez, Zélia... ;)

Luiza Maciel Nogueira disse...

Zélia - Van Gogh sempre me deixa babando - e é tão maravilhoso como ele desperta as palavras do recôndido de nossas almas - essas palavras tão belas envoltas da pureza da arte!

Beijos querida!

Marcantonio disse...

Que bonito Zélia! A estrofe intermediária é um primor de música entre cores e imagens saídas de um estojo.

Realmente, se as estrelas de Van Gogh fossem lágrimas, seria um dilúvio cósmico essa Noite Estrelada.

Grande abraço!

Zélia Guardiano disse...

Oh, Francisco, meu querido amigo!
Pode ter certeza: também sinto uma imensa inveja boa de você! Fico impressionada com os teus escritos! Diante de você, vejo-me criancinha de be-a-bá...rsrsrsrs...
Grata!!!
Grnde abraço...

Zélia Guardiano disse...

Lua Nova, querida amiga!
Que bom ler o seu comentário, que me impulsiona, que me inspira...
Grata, minha linda!
Grande beijo

Zélia Guardiano disse...

Luiza querida
Van Gogh mexe demais comigo também! (E com o resto do planeta...rs...)
Sua visita me enche de alegria!
Suas palavras amigas me emocionam sempre...
Beijo recheado de gratidão...

Zélia Guardiano disse...

Maracantonio, meu querido amigo!
Que bom que vieste e que gostaste!
Seu aval é de extrema importância para mim...
Muito, muito grata!!!
Forte abraço!!!

Ribeiro Pedreira disse...

a lua é o espelho do narciso maior. ele pensa que é absoluto (e é). as estrelas que já se apagaram se mostram brilhantes.
bjs!

Zélia Guardiano disse...

Ribeiro, meu querido
Que comentário interessante!
Adorei!!!
Que grande verdade você coloca!
Show!
Grata, amigo, pela visita que tanto me alegra!!!
Enorme abraço...

HSLO disse...

Gosto dos versos que encontro aqui...

abraços
de luz e paz

Cida disse...

Lágrimas ascendendo ao céu fazendo as vezes de estrelas...
Ai amiga, só você mesma prá escrever uma coisa tão linda e delicada!... Amei!!!

Já estava sentindo a sua falta (fiquei sabendo que esteve ausente por uma causa mais do que justa, e espero que já esteja tudo bem).

Beijo grande, e um ótimo final de semana (sem lágrimas, mas com muitas estrelas).

Cid@

olhodopombo disse...

tambem eu estava com saudades
fiquei alguns dias longe da Internet, mas isso
aqui já virou comida, quando não me alimento fica um
vazio não sei aonde,
pode ser no espaço sideral?
mas aqui e agora eis-me
a escrever e ler, duas maravilhas que o homem/mulher conseguiu extrapolar....

Domingos Barroso disse...

Zélia, as palavras louvam as Sacerdotisas.
Todas as palavras curvam-se diante
da tua imensa, inesgotável, intensa
sensibilidade.

Abraço fraterno,
carinhoso,
do teu amigo.

Zélia Guardiano disse...

Grata, meu querido HSLO!!!
Você é muito simpático e me impulsiona...
Grande abraço!

Zélia Guardiano disse...

Amiga Cida
Já está tudo bem, graças a Deus!!!
Foi só uma cirurgia de apendicite que meu filho fez...
Suas palavras são sempre de estímulo: muito grata!
Tenha uma linda tarde de sábado!!!
Beijo

Zélia Guardiano disse...

Tamar querida
Assino embaixo do que você diz: ficar longe da internet é como ficar sem comer...rsrsrs... É uma fome!!!
De fato: ler e escrever é a melhor coisa deste mundo e, quiçá, do universo...
Grata pela visita!
Beijão!!!

Zélia Guardiano disse...

Oh, Domingos, meu querido amigo!
Que bom que você veio e que gostou dos meus versos: já vale a pena ter escrito!!!
Grata, querido!
Paz e Luz para você também!!!

Eurico disse...

Brilham.
Re-brilham.
Os astros todos aqui.
Tuas palavras, amiga.
Luzes.


Abraço fra/terno.

Michele P. disse...

\O/ Óhhhhhh! Quanta beleza, brilho e leveza! Lindo! Lindo!

Assis Freitas disse...

lágrimas e estrelas, todo um céu de Van Gogh
estojo de bailarina da via lactea

abraços de bom regresso

mdsol disse...

É o que se chama uma re-inspiração!

Gostei de ler esta noite estrelada.

Beijos

:)))

Se tiver tempo espreite para ver:

http://okayempatins.blogspot.com/2010/06/nao-sei-se-havia-necessidade-4.html

e

http://okayempatins.blogspot.com/2010/05/nao-sei-se-havia-necessidade-3.html

Lara Amaral disse...

Seu escrito é tão perfeito que engoli por inteiro, depois abri o peito, deixei sair o que era meu e de tão menor valia.

Amei, amei.

Beijo, flor bela.

Zélia Guardiano disse...

Eurico, Eurico, meu bom amigo!
Suas palavras são feitas de brilho, de carinho!
Fico-lhe muito grata!
Fortíssimo abraço!

Zélia Guardiano disse...

Michele querida
Muito grata pela visita e pelas amáveis palavras, que me emocionam!
Beijo, querida!

Zélia Guardiano disse...

Meu queridíssimo Assis, grande poeta e grande amigo!
Céu de Van Gogh... O resto é resto...
Grata, pela visita, pelo comentário e pelas boas-vindas...
Forte abraço

Zélia Guardiano disse...

Mdsol, minha querida
Sua visita é sempre uma honra e uma alegria!
Muito grata!
Adorei as indicações: vou para lá, assim que responder aqui...
Enorme abraço e beijinhos

Zélia Guardiano disse...

Larinha, minha doce amiga
Não fale assim: entre nós, a poetisa é você, querida... Sou uma aprendiz retardatária, que tenta de todo jeito, que esperneia para ver se recupera o tempo perdido.
Sua visita é sempre um encantamento.
Quando você chega, faz-se luz!
Beijo

Rayuela disse...

sobre el final
te iluminás
con
más
estrellas!


(pd:volvimos juntas;yo también te extrañaba)

besos*

Gerana Damulakis disse...

Lindas as lágrimas fazendo as vezes de estrelas. E a rima: "(...)/ Reina/ A lua/ [Absoluta]/ Isenta/ De qualquer/ Ponto (...)", muito, muito bem logrado o poema.

Mirze Souza disse...

Zélia!

Imagens belíssimas como "laivo de magente" e o poema como todo me fez ver uma estrela de mais intenso brilho no céu de Van Gogh!

Bravíssimo!

Beijos

Mirze

Livinha disse...

As estrelas que reluzem o céu, faz-te formosa em brilho, nesse profundo que habita dentro de ti
minha querida...
Lindo versos como sempre!

Fica na Paz

Bjs

Livinha

IVANCEZAR disse...

O encontro do céu com a noite, mágico sempre, convida-nos a viajar. Belo poema Zélia ! - Ando muito ausente, sem tempo , mas na medida do possível vou visitando todos voces. Bjs sulinos !

Helô disse...

Show!!! Um céu com mais estrelas seria um lindo espetáculo a apreciar!!! Não só pelo brilho, mas sim pela origem das mais novas que chegaram. Com toda certeza, caso derrame algo mais a brilhar no céu, não seria apenas um brilhar de estrelas, seria a mais poderosa constelação: Uma nova geração de estrelas...cintilantes feito purpurina, imponentes, porém modestas. Elas não saberiam a importância que têm, nem mesmo o quanto seus brilhos irradiam e aquecem, assim como quem as criou, que muitas vezes não sebe o quanto ilumina nem o quão valiosa é!!! Perfeito poema!!! Amei!!! Beijooos estrelados!! Te amooo!!

Úrsula Avner disse...

Olá minha querida poetisa,

assim como disse a Lara, engoli o poema por inteiro... Esse texto poético é daqueles que a gente lê , relê e rumina... Belíssimo ! Bj com carinho.

MOISÉS POETA disse...

zélia !
que coisa mais linda essa sua postagem .
van gogh transcende com sua melancolia transformada em arte. para entende-lo é preciso ter mil olhos. seu poema foi a extensão , a sequencia ...!
gostei demais , minha querida !
parabéns !

um grande beijo pra voce !

Vitor Chuva disse...

Olá Zelia!

Lindamente escrito esta transição do dia para a noite, da melancolia que a acompanha, e do estados de alma que com ela vão mudando.
Olhando o quadro , sinto vontade de lhe juntar a "Starry Night" de Don Mc Lean, canção lindíssima, e que também é a minha biografia favorita de Van Gogh.

Tenha um lindo domingo.
Um abraço amigo.
Vitor

Marta disse...

Há dias em que sem saber porquê se chora...
Ainda bem que há estrelas...que nos limpam as lágrimas e nos fazem sonhar....novamente..
Belo..
Beijos e abraços
Marta

Rodrigo Braga disse...

Lindo e cheio de cores os céus dessa noite que lindamente melancólicamente a surgir nesse poema.

Que sejam repletas de estrelas como vc!

Maria Paula Alvim disse...

Prá ler e pensar. Gostei muito. Abraço.

Wania disse...

Zélia

Nem mesmo a imagem de uma linda noite consegue conter a alma que chora.
Talvez, por isso os céus andem tão estrelados...



Linda e profunda poesia!
E a tela de Van Gohg, dispensa comentários ;)

Bjs, amiga

contagotas disse...

Zélia querida, bom que voltou e seu filhote está bem. Muitos mimos para ele.
Quanto a seu anoitecer, não precisa de suas lágrimas para que seja brilhante.

Beijos
MariaIvone

Kimbanda disse...

Maviosa e emocionante forma de nos iluminar é este teu poema que têm luz própria como a estrelas que "desenhaste" das lágrimas. Para ler e fazer pensar, que mesmo de momentos menos felizes podemos retirar pensamentos positivos e boas energias.
Grato pelo excelente momento poético que nos ofereceste, te desejo uma óptima semana e muita paz.
Kandandos.

Fred Caju disse...

Ótimo, Zélia, ótimo! Não há nada melhor que a sua simplicidade para falar das coisas simples.

Zélia Guardiano disse...

Rayuela, minha querida amiga
Que bom estarmos juntas!
E tens razão: ao final, mais me ilumino! Ou seja: do limão, façamos limonada...rsrs...
Grata, pela visita tão importante!
Mil besos!!!

Zélia Guardiano disse...

Grata, Gerana, grata!
É muito bom tê-la aqui!
As palavras que me deixa, ajudam-me...
Forte abraço, querida!!!

Zélia Guardiano disse...

Querida Mirze
Você me alegra muito com sua visita! É uma honra!
Seu comentário estimula-me: dá vontade imediata de pegar lápis e papel...rs...
Grata! muito grata!
Grande abraço, amiga...

Zélia Guardiano disse...

Livinha
Sua presença é sempre uma festa, aqui.
Como é bom ver você chegar, sempre com palavras amigas...
Que seria dos meus versos se eu não tivesse amigos como você?
Certamente estariam amarelando numa gaveta, como estiveram por tantos anos.
Grata, minha querida poeta amiga!!!

Zélia Guardiano disse...

Ivancezar!!!
Que alegria ter você aqui!
mas fique tranquilo: compreendo-o. Já vivi tempos de intensa atividade profissional e sei como é.
Grata, meu amigo, pela visita e pelas amáveis palavras...

Zélia Guardiano disse...

Helô, minha linda e querida filha!
Que belo comentário!
Que palavras maravilhosas você deixa para sua mãe!
Dou-lhe uns versinhos e como retribuição, encontro uma linda crônica!
Você é demais!!!
Obrigada, meu amor!
Estou aqui, martelando mais umas ricas , pobres, mas rimas, para oferecer-lhe, pois sei quanto fica feliz quando me encontra neste cantinho.
Fique com os anjos!
Eu a amo muito!!!
Bilhões de beijos da mamãe...

Zélia Guardiano disse...

Úrsula!!!
Você é um encanto!
Que bom que veio!
Não imagina a felicidade que me dá, ao dizer que gostou dos versos... Você sabe muito bem: sem a aprovação dos amigos nossos escritos não valem de nada. Afinal, é para eles que escrevemos... Para alegrá-los...
Muito grata, minha querida poeta e amiga!!!
Beijo

Zélia Guardiano disse...

Moisés Poeta
Confesso-lhe que fiquei muito emocionada com seu comentário!
Sua visita, por si só, já é uma alegria imensa... Se, ainda me deixa estas palavras tão lindas, sinto-me a flutuar.
Muito grata, meu querido, muito grata!
Um abraço bem forte!!!

Zélia Guardiano disse...

Marta querida
Que bom ter você aqui!
Fico feliz quando vem...
Lágrimas, amiga, como estrelas, são mistério.
São inexplicáveis!
Grande abraço, recheado de gratidão...

Zélia Guardiano disse...

Amigo Vitor
Muito grata pela visita, pelo comentário e pela belíssima sugestão musical!
Fui correndo ouvir Starry Night!
Ouvi uma vez, outra, outra e estou ouvindo ainda... Impossível parar!
Você tem razão: é a biografia lindamente escrita!
Tudo está ali: nevoeiro violeta; nuvens; montanhas; flores; velhos rostos [marcados pelo tempo] que foram suavizados pelo pincel do artista; o sofrimento pela incompreensão de sua genialidade...
Enfim: este mundo não foi feito para alguém como Van Gogh...

Tenha uma linda semana, Vitor!
Abraço apertado...

Zélia Guardiano disse...

Rodrigo, Rodrigo...
Que bom tê-lo aqui!
Obrigada, meu querido amigo, pelas doces palavras que me deixa!
Enorme abraço!!!

Zélia Guardiano disse...

Wania, grande poeta, querida amiga!
O fato de você ter gostado dos versos, me põe a alma a dar pulos de alegria!
Muito obrigada, minha linda!
Grande abraço e beijinhos

Zélia Guardiano disse...

Oh, Maria Ivone querida
Deixas-me um belo lembrete, que não vou desprezar: a noite não precisa de lágrimas!
Grata, minha linda!
Quanto a meu filho, já está muito bem, graças a Deus! Os jovens, felizmente, recuperam-se depressa: não têm tempo a perder...rs...
Grande abraço, amiga, acompanhado de beijinhos...

Zélia Guardiano disse...

Amigo Kimbanda
Ter você aqui é sempre um privilégio: é assim que vejo suas visitas.
O comentário que me deixa é muito mais que um simples comentário: você coloca a alma nas palavras e isso faz muita diferença!
Concordo plenamente com sua análise: em outras palavras[ fazendo uso de surrado dito popular]eu diria que podemos fazer limonada do limão que a vida nos oferece...
Sou-lhe muito grata pela visita, pelas palavras deixadas e, principalmente, pela amizade .
Kandandos

Zélia Guardiano disse...

Amigo Fred
A vida é simples!
Nós é que, muitas vezes, a complicamos. Tenho consciência disso...
Sendo assim, penso que, de maneira singela, dá para inventar uns versinhos... Mesmo porque, de outra maneira, não sei fazer...rsrs...
Obrigada, querido, pela visita e pelas palavras deixadas.
Abraço!
PS- Encontrá-lo inscrito entre os seguidores é uma grande honra! Grata!

Leca disse...

Perdoa-se tudo aos amantes...e aos doidos.

Frase de...Madeleine Scudéry

Beijos

Leca

Zélia Guardiano disse...

...e aos doidos...rsrs...
É só uma questão de escala, Leca querida...rs...
Obrigada pela visita!
Adorei!
Beijo

Ianê Mello disse...

Lindo poema, amiga!

Emocionou-me...

Te espero nos Diálogos Poéticos.
Saudades da sua participação.

Grande bj.