Minha lista de blogs

terça-feira, 25 de outubro de 2011

IDEÁRIO


Tão pobrezinho
O meu
Ideário:
Nada
Que vá
Além
Da primeira
Porta

Nada
Que precise
De comporta
Para contê-lo

Insubstancial
Tal qual
Finíssimo
Fio
De cabelo

Feito
De componentes
Absolutamente
Démodés:
Novelo
De linha
Agulha
De crochê
Bolo de fubá
Café preto
Fantasia
Devaneio
Desvelo

Todavia
Não me causa
Constrangimento...
É o que tenho:
Meu idioleto

21 comentários:

Bípede Falante disse...

Adorei os seus teres! :)
beijosss

Zélia Guardiano disse...

Oh, Bípede, minha querida amiga...
Como eu disse: tão pobrezinhos, mas tão meus...rsrs...
Grata, querida, pela visita!
Beijos carinhosos...

Állyssen disse...

Essa poesia sem constrangimento me faz voltar sempre...

Beijinho.

Álly

Fatima disse...

Bjs minha querida amiga!

IVANCEZAR disse...

Zélia:

E o mais importante e definitivo: - são SEUS !

Ando muito ausente e passo para aplaudir mais esse belo post .
Bjs sulinos

Dario B. disse...

Quem dera fossem assim os meus. Deixe-se de tanta modéstia, moça. Um beijo.

MIRZE disse...

QUE LINDO, Zélia!

As coisas mais simples e nossas, é o que tem de mais valor.

Fantástico!

Beijos

Mirze

Daniela Delias disse...

Linda, vc...

Constança Lucas disse...

gostei das palavras e adorei a foto, sabe que sou fã de xicaras :)

abraçs e obrigada pelas belas partilhas é sempre bom vir aqui

Constança

Dilmar Gomes disse...

Amiga Zélia, eis a importância de ser. Ser o que somos, nem mais, nem menos. Eis o grande ideal. Não necessitamos de mais nada.
Um abração. Tenhas uma linda noite.

vitorchuvashortstories disse...

Olá,amiga Zelia!

Ao teu Ideário prefiro chamar "A mod
éstia feita riqueza".

Do muito pouco fazer um lindo poema, só ao alcance de quem tem grande talento.

Abraço amigo.
Vitor

Zélia Guardiano disse...

Beijos para você também,minha querida!
Mil beijos, entremeados de gratidão pela visita...

Zélia Guardiano disse...

Állyssen, minha querida!
Que bom tê-la de novo , aqui!
Grata, minha linda!
Vem sempre....
A casa é sua...
Mil beijos, linda!!!

Zélia Guardiano disse...

Állyssen, minha querida!
Que bom tê-la de novo , aqui!
Grata, minha linda!
Vem sempre....
A casa é sua...
Mil beijos, linda!!!

Zélia Guardiano disse...

Ivancezar, meu querido amigo

Era grande a saudade que sentia de ti!
Grata pela visita e pelo amável comentário deixado...
Enorme abraço, meu amigo, grande poeta do sul!!!

Zélia Guardiano disse...

Oh, Dario, meu querido...
Você é demais: incentiva-me com suas gentis palavras...
Grata, muito grata, querido!
Vem sempre...
Abraço apertado

Zélia Guardiano disse...

Grata, Mirze!
Muito grata!
Sua presença enriquece-me demais...
Sempre!!!
Enorme abraço e beijinhos carinhosos, amiga, grande poeta!!!

Zélia Guardiano disse...

Daniela, você, sim, é um encanto!
Maravilhosa pessoa, grande poetisa...
Que honra enorme é tê-la aqui...
Beijos recheados de carinho, minha linda...

Zélia Guardiano disse...

Constança, minha querida amiga, grande artista!
Gosto demais de sua presença, que sempre me gratifica!
É muito honro tê-la aqui!
Grata pela visita e pelas amáveis palavras...
Beijos carinhosos

Zélia Guardiano disse...

Dilmar, meu amigo tão especial, grande poeta...
Ainda não tenho conseguido postar comentários no seu maravilhosos blog, fato que muito me entristece. A sorte é que você, compreensivo, vem aqui, e podemos assim, ter este agradável contato!
Grata, querido, pela visita e pelas palavras...
Abraço apertado!

Zélia Guardiano disse...

Vitor, Vitor, Vitor...
Maravilha a tua presença e o comentário que me deixas...
Tu sabes, muito bem, impulsionar-me para a frente, nesta senda de ensaiar versos...
Grata, muito grata, querido amigo!
Abraço apertado