Minha lista de blogs

sábado, 29 de janeiro de 2011

Miopia



Sem óculos
Olho para
O alto
E vejo
A orgia
De brilhos:
Bacanal
De
Ursas
Cães
Hércules
Marias

Cisne
[ Obvio
Asterismo
Do verão ]
Dragão
[ Olhos de gato
Alma chinesa ]
Perseu
[ Enxame de
Desvairados
Meteoros ]
Centauro
[ Trespassado
Pela flecha:
De cupido? ]
Serpente
[ Orion
Pisando-lhe
A cabeça ]
Baleia
[ Despindo
Armadura
De Prata ]
Peixe
[ Armadura
De ouro ]
Touro
[ Cortejo
Promíscuo
De estrelas
( Símbolo
Do karma
Do darma
Dao verbo
Da palavra? )]

Sagitário
[ Objetos
( Livres )
De um céu
Profundo ]

Virgem
[ Mãe
Aflita
Atenta
De todas
As lendas
De todas
As aflições
Do mundo :
Parem já
Com isto! ]

27 comentários:

mdsol disse...

Esta criatividade é uma sedução permanente. Contínua, inesgotável. Parabéns, minha querida.
[Tenho passado sem deixar rasto, mas passo sempre. Faz-me muito bem vir aqui.]

Beijinho
:)))

Mirze Souza disse...

Maravilhoso, Zélia!

Os óculos atrapalham a visão, porque esta descrita aqui é linda demais!

Parabéns, poetisa!

Simplesmente LINDO!

Beijos

Mirze

vitorchuvashortstories disse...

Olá Zelia, amiga!

Quando a inspiração e criatividade se substituem à "miopia", o céu pode tornar-se então um mar imenso, sem limites, povoado de fantasia...!

Lindo como o céu estrelado; parabéns!

Abraço amigo, bom fim de semana!
Vitor

Fred Caju disse...

Comigo é assim também, quando tiro os óculos é que enxergo mais. Bela valsa nas estrelas e em seus significados.

Um Poema disse...

....

Quase apetece ficar olhando o céu.
Infelizmente por cá, nem as estrelas assomam.
Bom fim de semana

Um abraço

Chica disse...

eSPETáculo,Zelia!beijos,tuuuudo de bom,chica

Domingos Barroso disse...

acima da nossa cabeça
há um mundo tão próprio
(luzes e sombras)
...

Carinhoso abraço,
elevada poetisa
minha amiga

Eurico disse...

Maravilhoso zodíaco em versos!

Abraço fra/terno

Magnolia disse...

Bonito Zelia...
Beijo

Cacá - José Cláudio disse...

Do observatório instalado nos olhos dessa alma poética, cintilam os mais lindos versos. Amei, Zélia! Abração. Paz e bem.

Luis Filipe Gomes disse...

é gafe o: "...Dao verbo
Da palavra?)]..."
será: "...Do Verbo
Da palavra?)]..."
atrevo-me a dizer: "...Do Verbo?)]..."

Zélia Guardiano disse...

Oi, Luis, meu querido!
Tens razão: trata-se de um equívoco!
Grata, querido, pela visita e pelo alerta...
Abraço apertado!

manuel marques disse...

Vivemos todos sob o mesmo céu, mas nem todos temos o mesmo horizonte ,o seu é lindo.

Beijo.

Nadine Granad disse...

Lindo, lindo!

Consegue ser tão intensa e falar tanto em pouco!...
Viajo em seus versos ;)

Beijos =)

Zélia Guardiano disse...

Domingos, meu querido amigo, grande poeta
Ando eu desesperada, querendo postar comentário no seu blog, e não encontrando janela que se abra...
Está havendo algum problema lá, ou o enguiço é aqui?
Abraço,
Zélia

Assis Freitas disse...

é preciso ver a-diante dos olhos,

abraço

olhodopombo disse...

com ou sem oculos essa sua relação com as palavras é de deixar qualquer um de queixo caído!
vou a São Paulo em Fevereiro,
podemos conversar?

Zélia Guardiano disse...

Ah, Tamar, Tamar...
Nem acredito!
Vamos marcar encontro!!!
Assim que tiver a data, avise-me, que eu correrei para lá.
Abraço apertado!

Evandro Oliveira disse...

Zelia,
Que belo texto, amanhecer em um domingo, vendo as luzes da cidade lá em baixo se apagarem ( moro em Santa Teresa, no Rio de Janeiro) é uma sensação inversa a ver o céu se acender, penso em todos que acordarão e comm que pulsões eles levarão esse quente dia.

Abraços e obrigado pela doce visita ao sabor da letra.

Jorge Pimenta disse...

tecido de estrelas em ilusão cósmica. do avesso, a terra crua e seus filhos sem ascese.
arrepiante, zélia querida!
beijos!

Justine disse...

Como tu vês bem, sem óculos!Afinal, é com a afectividade e as emoções que se tem a melhor visão do mundo...

AFRICA EM POESIA disse...

Zélia
Lindas as suas palavras.
Apetece ter amigas assim
Caminhei....caminhando..para mim é lindo...
Amo.o..
Um beijo para si
Adoro a sua poesia. gosto de poucas palvraS A DIZER MUITO.

Tania regina Contreiras disse...

Coisa mais bela, menina! Quando você olha pra o céu, vem e nos salpica dessas estrelas que são suas palavras. Isso, literalmente, é uma inspiração celestial. Como sempre, Zélia, encantador seu estilo!
Beijos,

Dilmar Gomes disse...

Olá querida amiga. Faz bem retirarmos os óculos, vez por outra como uma forma de descanso da maneira de ver a realidade ou daquilo que aceitamos que seja a realidade. Então partindo dessa premissa, criariamos uma supra-realidade, aliás, algo produtivo para o ato criativo.
Um grande abraço.

Lara Amaral disse...

Deve ser difícil ver tudo isso aqui para quem nos olha de cima.

Beijo, poetisa querida!

Marcantonio disse...

Nossa! Que fluxo de constelações, estrelas e de mitos que para o céu foram mandados!

Sabe que quando tiro os óculos o céu fica cheio de estrelas de Van Gogh? Há horas em que ver menos pode significar ver de modo mais belo e inusitado.

Abraço, Zélia!

Blogger disse...

Searching for the Ultimate Dating Website? Create an account and find your perfect date.