Minha lista de blogs

sábado, 24 de setembro de 2011

MANHÃ


Manhãs
Claras
Ensolaradas
Assim
Mexem
Demais
Comigo

Trazem-me
Sempre
Alegria

Esta
Por exemplo
Dá-me
Um melro
De asas
Pardacentas
A sobrevoar
A alameda
Num farfalhar
De seda

E
Como se
Não bastasse:
Uma coruja
Na cornija
A avaliar
A vida

( De quebra:
Três
Estrelítzias
Lindas
No canteiro
Da avenida )

7 comentários:

Dilmar Gomes disse...

Amiga Zélia, felizarda poetisa, colorindo nossas manhãs. Uma ode à primavera.
Um grande abraço. Tenhas um lindo fim de semana.

Assis Freitas disse...

amanhecimentos com asas,



abraço

rosa-branca disse...

Um colorir que encanta cada manhã e a simbiose perfeita da natureza. Pássaros e flores. Amei demais. Beijos com carinho

Lua Nova disse...

Tua poesia tem um ritmo que me faz senti-la vibrando em minha alma. Essa é ensoladada e combina muito com a algazarra de pássaros na pitangueira carregada, bem em frente à janela do meu quarto. Tua poesia tem cheiro e cor de primavera.
Uma delícia.
Beijokas.

Celso Mendes disse...

Enxergar a beleza que rodeia uma manhã ensolarada realmente só pode trazer alegria. E, ao escrever sobre isso, transmitir essa alegria com cores e asas.

Um beijo, poetisa.

Sonhadora disse...

Minha querida

Como sempre os teus poemas são uma brisa de palavras.


Deixo o meu carinho e um beijinho
Sonhadora

José María Souza Costa disse...

Fenomenal