Minha lista de blogs

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Almiscareiro do Himalaia



Tenho
Impressão
De que
Minh'alma
Partiu
Foi
Embora
Deixando-me
Como
Um
Casulo
Oco
Cuja
Borboleta
Alçou
Vôo
Para a
Imensidão
Do
Espaço

Faço
Mil
Conjecturas
No sentido
De
Reabilitar-me:
Psicologia
Pajelança
Benzimento
Passe
Magia?

Procuro
No meu
Âmago
Vestígio
D'alguma
Força
D'alguma
Coisa
Que revele
Qualquer
Resquício
[Centelha
Que seja]
De vida

É quando
Me vem
À lembrança
O almiscareiro
Do
Himalaia:
Traz
Dentro
De si
[E exala]
A essência
Mais rara
O mais caro
Perfume
E
Por
Ignorância
Deste fato
Desta
Realidade
Inquieta-se
Debate-se
Em busca
Da fragrância
Que sente
[E que lhe
Agrada]
Chegando
A lançar-se
[Desesperado]
No abismo
Em trágica
Lamentável
Queda
Suicida

[Quem sabe
Tenho
Ainda
No meu
Imo
Mesmo
Que
Modesta
Mesmo
Que
Minúscula
Fava
De
Baunilha

Quero
Acreditar]

80 comentários:

Batom e poesias disse...

Zélia, uma idéia inusitada para um poema fantásitico!

Sinto-me tão vazia também...
E também a esperança de que algo aqui dentro sirva à um "bom perfume".

Exuberou, minha linda!
bjs
Rossana

Zélia Guardiano disse...

Obrigada, Rossana querida!
Muito obrigada! Há, certamente, uma fonte de excelente perfume em você! Daqui estou sentindo...
Beijo repleto de admiração, querida!

Domingos Barroso disse...

Zélia, poetisa elevada e minha amiga,
esse estado de assombro com os olhos

e a vista ora vazia, ora cheia a lhe
corroer (unhas) e estalar (gravetos)
dentro da sua alma (e o corpo sente)
é o júbilo da inquietude poética.

Essa sensação de ser caolho com a
vastidão do oceano dentro de si
é o encanto da plenitude poética.

Que poema profundo
e brando e fogo,
agradeço-lhe.


Terno abraço,
minha amiga.

Michele P. disse...

Zélia

Faço minhas as palavras do Domingos. Já disse outras vezes, você é uma poeta nata, cheia de encantos!

Zélia Guardiano disse...

Oh, Domingos, poeta maior!
Você vem e vem crepitando em talento, em versos, em carinho, em amizade.
Quanta palavra doce você me traz.
Sua chegada é enorme felicidade!
Grata, meu querido amigo!!!
Abraço bem apertado.

Zélia Guardiano disse...

Querida Michele
Como é bom recebê-la aqui, com seu carinho, com sua amizade, com suas palavras gentís!
Quando leio seu comentário, ai! Vontade de escrever mais versos para você.
Grata, querida.
Abraço e beijinhos

Rayuela disse...

qué originalidad, Zélia!
fantástico poema!

mil besos*

manuel marques disse...

A palavra de uma poetisa é a essência do seu ser.

Beijo e bom fds.

Zélia Guardiano disse...

Rayuela,minha querida!
Sua visita e seu comentário são de suma importância para mim.
Muito, muito grata, amiga!
Milhões de beijos.
Bom fim de semana.

Zélia Guardiano disse...

Manuel, meu querido!
Que bom que você veio!
Muito grata.
forte abraço.

Liene disse...

Oi Zélia...

Só quem tem a sensibilidade no olhar pode transformar em palavras o que o coração sente.

Um texto para se emocionar!

Um abraço com carinho e um lindo final de semana!

゚・*:.。. .。.:*・゚Beijinhos!!!゚・*:.。. .。.:*・゚

Andradarte disse...

Belo Poema...com fragrância de almiscarado...

Beijo

Zélia Guardiano disse...

Obrigada, Liene querida!
Pela visita e pelas amáveis palavras deixadas.
Abraço apertado, amiga.

Manuela Freitas disse...

Olá querida Zélia,
Os seus poemas estão cheios de musicalidade e cativam-me pelas imagens que transmitem, gostei dessa associação ao almiscareiro!..Não perca a alma, é o seu perfume pessoal!
Beijinhos e bom fim-de-semana,
Manú

Zélia Guardiano disse...

Amigo Andradarte
Sua visita é sempre um prazer.
Fico-lhe muito grata, não só por ter vindo, mas também pelo simpático comentário!
Forte abraço

Zélia Guardiano disse...

Amiga Manuela
Não imagina a alegria que me dá com sua presença e com o fato de ter gostado do poema. Estimula-me para seguir em frente, neste mister de martelar os versos...
Abraço apertado, minha querida

Priscila Rôde disse...

Não consigo comentar, qualquer comentário seria pouco para tudo o que li aqui!

Maravilhoso,
como todos!

Tania regina Contreiras disse...

Zélia, querida, como podes descrever com tanta beleza um estado de alma? Contigo aprendo a dizer o indizível...
Beijos,

Zélia Guardiano disse...

Oh, Priscila, minha linda!
Como você me alegra com suas palavras...
É por causa de comentários assim, como o seu, que estou sempre na "oficina", a martelar, a pregar, a polir palavras...
Enorme abraço, querida!

Zélia Guardiano disse...

Tania Regina, minha querida!
Mas se és tu a mestra...
Vindo de ti estas palavras, fico em estado de graça e... lápis e papel na mão!
Muito, muito grata amiga!
Enorme abraço e beijinhos

Toninhobira disse...

Que lindo Zelia,vim para lhe abraçar pelo dia deste dos seres de luzes.E me deparo com esta quimica maravilhosa de aromas e misticismos no intuito de aliviar a alma, ficou assim muito inspirativo e inspirado.Acho que achei mais um cantinho para depositar minha alma.Estarei presente nesta festa da poesia, com sua licença mestra!Deixo meu abraço de paz e um beijo de luz no coração.

Gerana Damulakis disse...

Aqui está outra ideia poética de primeira. Digo outra vez: vc tem a poesia.

Fatima disse...

Então acredite minha amiga!
Bjs.

Lara Amaral disse...

Se sua alma está por aí, é porque, de tão grande, não coube no seu corpo, precisou habitar borboletas, cristais, e materiais etéreos. Se sua alma está por aí, garanto-lhe que guardo-a um pedaço comigo, com carinho e zelo, e para sempre! =)

Rodrigo Braga disse...

Assim como o ar as almas vagueiam.

Adoro passar por aqui.

Cida disse...

Com toda certeza, tua alma é MUITO perfumada, querida amiga.

Fique bem e em paz.

Cid@

Livinha disse...

Vim trazer noticias da tua'lma linda que passou na minha casa.
De sorriso tão bonito, jeito meigo, tranquilo e rico de palavras por se elevar.
Hummmm sentir um cheinho gostoso de almiscar...
deve ser o teu perfume, esse que você exala e que nem percebe na blogosfera esparramar...
O teu sonhar... as belezas que vasculha neste universo a narrar...

minha querida. Adoro você. obrigada por ser minha amiga, pelos teus encantos a me estender.
Semana do poeta. Dia 20mestar aí e eu tenho que dizer o quanto te sou grata por haver te conhecido neste recanto de notas...
Um beijo grande no teu coração.

Muita paz pra ti

Bjs

Livinha

MOISÉS POETA disse...

rendo-me diante da beleza dos seus versos ,
palmas pra ti eu quero !

parabéns pelo poema,
e parabéns pelo seu dia, professora!


um beijo especial !

Dilmar Gomes disse...

Amiga Zélia, lembra destes versos do Vinicius:
" o poeta só é grande se sofrer!
.........................
"Eu sei e você sabe...
Eu não existo sem você..."

No caso em questão o poeta estava dizendo que as musas eram a razão da sua vida.
Mas nós, eu e você e tantos outros amigos, precisamos da poesia para sublimar a tristeza que em determinados momentos surge nas nossas vidas. Acho que as pessoas muito felizes e satisfeitas com o mundo não fazem poesia.
Grande abraço, minha amiga.

Cacá disse...

Como disse o Beto Guedes: "nem o perfume de todas as rosas é igual à doce presença do seu amor", Zélia. Que coisa linda! Um beijo. Paz e bem.

Zélia Guardiano disse...

Toninhobira
É uma honra ter você aqui!
Muito grata pela visita e pelas palavras tão especiais.
Enorme abraço, meu querido!
Vem sempre...

Zélia Guardiano disse...

Obrigada, Gerana querida!
Sempre me estimulando com palavras gentis...
Abraço apertado, amiga!

Zélia Guardiano disse...

Vou acreditar, Fatima!
Vou acreditar!
É preciso...rs...
Abraço, amiga querida

Zélia Guardiano disse...

Oh, Lara, grande poeta e doce amiga...
Você não existe: é ficção!
Sempre trazendo nas mãos um buquê perfumado!
Sempre!
Muito grata, minha querida.
Beijo grande

Zélia Guardiano disse...

Obrigada, Rodrigo querido!
Também adoro visitá-lo.
Grande abraço, amigo

Zélia Guardiano disse...

Obrigada!
Obrigada!
Obrigada, amiga Cida!
Paz e Bem!
Beijo

Mai disse...

Zélia,

as vezes a alma faz um voo lá prá dentro do adentro, é quando não a vemos no céu, mas lá no fundo das cordilheiras da gente.
Mas a poesia faz acenos e o socorro logo vem.
beijos, querida.

Zélia Guardiano disse...

Querida Livinha
Não há como ficar com baixo astral, quando você chega trazendo Luz e Paz!
Cada palavra sua é um carinho.
Sempre tem um tesouro em forma de pensamento, para dividir comigo.
Grata, minha amiga!
Abraço apertado e beijinhos

Zélia Guardiano disse...

MOISÉS POETA
Receber-te é grande alegria!
Grata, meu querido amigo, pela presença e pelas palavras doces que me deixas.
Um abraço bem apertado!

Zélia Guardiano disse...

Tens razão, Dilmar, meu querido
A poesia é nosso lenitivo...
Que seria de nós, sem ela?
Ainda agora li, em algum lugar( ando com a memória fraca), de Fernando Fessoa: "Escrever é esquecer. A literatura é a maneira mais agradávelde esquecer a vida."
Pronto: é preciso falar mais?
Receba um forte abraço, amigo!

Zélia Guardiano disse...

Cacá, meu querido!
Você vem e ainda me traz Beto Guedes... Meu Deus, agradecer, como?
Deixo por conta da poesia: ela há de oferecer-lhe sempre a palavra mais necessária...
Enorme abraço.

Zélia Guardiano disse...

Oh, Mai, minha querida
Que linda explicação você me dá , a respeito do sumiço da alma da gente, que de vez em quando, cansada, se esconde...
Agora já estou mais sossegada.
Grata, amiga, pela presença e pelas lindas palavras.
Abraço apertado e beijinhos

Chica disse...

Maravilha,Zelia!um beijo,chica

Jorge Pimenta disse...

poesia com um cheirinho de esoterismo. por momentos senti que alguém efectuava a mesma viagem que eu...
um beijinho, zélia querida!

Assis Freitas disse...

fábula e poesia, gostei

abraço

Zélia Guardiano disse...

Obrigada, Chica!
Pela visita e pela aprovação dos versinhos...rs...
Abraço apertado, querida

Zélia Guardiano disse...

Querido Jorge
Você sabe das coisas: tem o sexto sentido necessário para captar o rumo de algumas situações...
Que bom que voc~e veio!
Enorme abraço, meu especial amigo!

IVANCEZAR disse...

Zélia:
O importante é a consciência de que o recipiente permite momentos de vazio e logo após de saciedade . Belíssimo poema. Este ano está difícil para mim participar , mas na medida do possível estamos aí ... Bjs amiga !

mdsol disse...

Minha querida
Já lhe disse e repito: vcê faz poesia de tudo e do nada faz poemas. Através das suas palavras limpas tudo ganha uma nova dimensão.

Um gosto só!

Beijinho

[E pelo que me consta, está tudo em aberto para o 2º turno]

Maria Paula Alvim disse...

Hum... tô sentindo a fragrância daqui.
Poema triste, mas muito lindo, Zélia.
Encantei-me.
Bjs

Zélia Guardiano disse...

Assis amigo
Se você gostou, só posso mesmo entrar em estado de grande graça!
Obrigada, meu querido!
Abraço bem forte.

Zélia Guardiano disse...

Ivancezar querido
Muito bom você ter vindo e deixado essas palavras tão amigas!
Quanto à sua dificuldade, com o tempo as coisas se ajeitam.
Grata, amigo!
Forte abraço

Zélia Guardiano disse...

Oh, mdsol querida
Vivo com a antena ligada, permanetemente, à cata de motivos para escrever, pois sem isso não vivo...rs...Às vezes é preciso trocar seis por meia dúzia, mas tudo bem...
Quanto ao segundo assunto, é isso mesmo, amiga: tudo em aberto.
Deus tenha compaixão de nós!
Só ele mesmo... A coisa por aqui anda feia. Temos governo que só vê os clientes de bolsa família e os banqueiros... Nós outros, não existimos...
Bem, vamos aguardar...
Grande abraço e beijinhos.

Zélia Guardiano disse...

Maria Paula!!!
Que satisfação tê-la aqui!
E como você gostou, então a satisfação é redobrada...
Grata, minha linda.
Forte abraço

carlos pereira disse...

Cara Zélia;

Este poema tem a mais bela das essências; a sensibilidade dos poetas.
Lindo. Gostei muito.
Um beijo.

Em@ disse...

Vazia? Como pode alguém que descreve assim o seu estado d'alma ficar por momentos oca?
beij0 , Zélia e parabéns!

Zélia Guardiano disse...

Carlos, meu querido
Vieste e gostaste : que honra para mim!
Fico-lhe muito grata, amigo!
Forte abraço

Zélia Guardiano disse...

Minha querida amiga Em@!
Você me dá duas grandes alegrias: sua nobre presença e as palavras lindas que me deixa.
Grande abraço, todo entremeado de gratidão!

AGNALDO NO ESPELHO disse...

Zélia,

Segui teu rastro desde o meu espelho, mas só agora resolvi assumir que silenciosamente vivia a te espreitar. Espreitar teus versos concisos, ligeiros; espreitar a biografia de tuas palavras, sempre precisas.

Agora te sigo. Te sigo de perto. Deixei de apenas espreitar.

Super beijo.

Um Poema disse...

....

Zélia,

É essa sensação de que a minha foi embora, que me leva a exprimir revolta por não ter ido com ela. Por isso vou dizendo o que penso e sinto.
Obrigado pelas palavras de apoio.

Um abraço

Hamuch disse...

Alma repleta de sensibilidade. Lindo poema!
abs

Mirze Souza disse...

ZÉlia!

A sensibilidade e colocação das palavras fizeram o poema elevar-se à quinta potência.

Um poema mágico que sai das entranhas.

Parabéns, grande poetisa!

Beijos

Mirze

Cris França disse...

é na calma que a gente se encontra com a gente mesma, por isso hoje em dia quando bate a agitação, apenas deixo passar. bja querida

Eliane Furtado disse...

Vim fazer uma visita dominical. Vou aparecer mais vêzes. É que disfarço. Foi uma semana difícil e a próxima não será light tb não.
Aproveito para agradecer as postagens e a bondade.
E dizer que adoro poetas, poesias e mergulhos no infinito.
Aliás o meu Blog é cheio de poetas. E eu adoro!

Zélia Guardiano disse...

Agnaldo querido
Seja muito, muito bem-vindo!
É um prazer inenarrável receber sua visita, ler seu comentário e, ainda, encontrá-lo entre os seguidores deste modesto espaço.
Muito grata!
Forte abraço

Zélia Guardiano disse...

Um Poema
Esse vazio interior é próprio dos tempos que vivemos. Podem ser aproveitados como matéria-prima para os nossos versos, mas não é conveniente que fiquemos concentrados nele...
Af! A gente não aguenta...rs...
Grande abraço, meu querido

Zélia Guardiano disse...

Bem-vindo, Hamuch!
Grata pela visita e pelas palavras deixadas!
Abraço, querido!

Zélia Guardiano disse...

Oh, Mirze, poetisa-mor!
Esse comentário, postado por você, enche-me de esperança de deixar de ser, algum dia, simples aprendiz...
Grata, querida, pela presença e pelas palavras auspiciosas.
Abraço e beijinhos

Zélia Guardiano disse...

Sábias palavras, Cris querida!
Sábias palavras!
Aliás, para ser mais exata, sábia atitude...
Quero deixar-lhe aqui um forte abraço, todo preenchido de gratidão pela visita .
Vem sempre!

Zélia Guardiano disse...

Eliane
Tenho visto, nas visitas que lhe façao, um grande exemplo a ser seguido.
Gosto da maneira como você dribla as dificuldades.
É campeã!
Sua presença aqui enriquece muito este modesto espaço.
Grande abraço, querida!

don vito disse...

Hola,bello blogg, preciosas entradas, te encontré en un blogg común, si te gusta la poesía te invito al mio,será un placer,es,
http://ligerodeequipaje1875.blogspot.com/
muchas gracias, buen domingo,besos.

Zélia Guardiano disse...

Muchas gracias, Don Vito!
Es un placer tu presencia...
Bienvenido!
Buen domingo.
Besos

fouad talal disse...

ah minha amiga!

o sabor-aroma da orquídea baunilha...
não tenho dúvida que você o carrega contigo!

olha,
não tenho sido um amigo-comentarista dedicado, mas seu carinho com meu espaço e devaneios me tocam profundamente! o (olá) sempre me provoca um sorriso no canto, aquelas alegriazinhas faceiras...

bjo terno minha querida!
ft

Maria disse...

Amiga, que poema maravilhoso.
"Poesia é quando uma emoção encontra o seu pensamento e o pensamento encontra palavras." (Robert Frost)
Tenha um excelente Domingo
bjs do tamanho do infinito
Maria

Zélia Guardiano disse...

Fouad, meu querido
Você mora no meu coração! Tem um lugarzinho cativo dentro dele.
Suas palavras doces, mais do que o mel, me fazem feliz!
Muito , muito grata, meu lindo, pela visita amável.
Beijo

Zélia Guardiano disse...

Oh, Maria, minha querida!
Que alegria receber você aqui!
E além da visita, há ainda outro fator de contentamento: as palavras deliciosoas que me deixa...
Muito grata, amiga!
Enorme abraço e beijinhos

contagotas disse...

Zélia
Li de rompante tudo o que escreveu na minha ausência: seis poemas. LINDOS!!!
Que dizer de alguém que brinca com as palavras como você? Parece-me já ter dito tudo. Amo demais o que escreve e o como o faz. Que bom voltar e ter de presente seus poemas, sentindo ao lê-los um ligeiro aroma almiscarado, quem sabe, baunilhado, acreditem que senti.

Beijos
MariaIvone

Vitor Chuva disse...

Olá, Zelia!

Quem tem uma alma tão grande como a sua nunca a poderá perder; será só questão de a procurar melhor, e estou certo que irá encontrá-la.

A sua capacidade criativa não tem limites, e o que encontra para aqui nos trazer é sempre duma enorme criatividade,riqueza, e extraordinária beleza. "Que inveja me faz!". Parabéns!

Um abraço amigo.
Vitor

Juan Moravagine Carneiro disse...

Andei meio sumido. Mas estou voltando

abraços!

Machado de Carlos disse...

Com este grande coração que você tem você encontrará os melhores perfume do mundo! Sinto o seu perfume através de suas palavras. Dos seus versos!
Parabéns! Escreva sempre. Escreva-me sempre!
Grande abraço!